sexta-feira, 18 de maio de 2018

Data-Base 2018: tem início negociação da EPTC



Na tarde da quinta-feira (17/05), ocorreu a primeira reunião de negociação entre o SEMAPI e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) pela data-base 2018. Na ocasião, representantes do sindicato e dos trabalhadores apresentaram a pauta com as reivindicações da categoria.

A diretoria da empresa ressaltou que as tratativas relacionadas às negociações coletivas mantêm o padrão adotado no ano anterior, quando todas as questões financeiras eram encaminhadas previamente para análise do comitê gestor da prefeitura de Porto Alegre. O SEMAPI solicitou a assinatura de um Protocolo de Intenções para resguardo da data-base da categoria.

Como há valores pendentes da data-base de 2017, o SEMAPI reiterou que não há ajuizamento de dissídio. Por filosofia, o sindicato busca primeiro esgotar todas as possibilidades de negociação de forma administrativa. A EPTC afirmou também que não concorda com a mediação judicial, se comprometendo a negociar os valores faltantes do ano anterior juntamente com a data-base deste ano.

A próxima reunião ficou agendada para o dia 30 de maio, às 9h, na sede administrativa da empresa (Rua João Neves da Fontoura, 7, POA). Esperamos o apoio de todos para poder avançar nesta negociação!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Data-Base 2018: Setor Público aprova pauta de reivindicações






Na noite da quarta-feira (16/05), trabalhadores e trabalhadoras do setor público (Fundações, UERGS, EGR e ASCAR-EMATER) aprovaram a pauta com as cláusulas que serão reivindicadas na data-base deste ano. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, que aconteceu na sede do SEMAPI, na capital.



Ao todo, o documento possui quase 200 cláusulas, entre novas, melhoradas e mantidas. De novidade, os destaques são o adicional de incentivo socioeducativo de 25% para FASE e FPE*, gratificação de 20% aos trabalhadores da EMATER ocupantes dos cargos de Apoio à Administração, e abono assiduidade de 5 dias. Nas instituições que exercem atividade de fiscalização externa, qualquer alteração de lotação, turno, horário e local de trabalho dos empregados envolvidos nelas somente poderão ser implantadas mediante anuência formal do servidor. Além disso, vamos pleitear cláusulas já conquistadas pelo setor público para a EGR.

*Os agentes socioeducadores já recebem o adicional de incentivo socioeducativo, a cláusula solicitada agora engloba os agentes que, por algum motivo de saúde, precisaram ser reabilitados em outras áreas. A solicitação foi estendida ainda aos demais funcionários da FASE e da FPE que ainda não são beneficiados com o adicional.

Reajuste salarial

Neste ano, estamos pedindo 100% da recomposição da inflação. Como a data-base do setor público é junho, o percentual incide sobre o período de junho de 2017 a maio de 2018. O ganho real não será pleiteado porque, como é ano eleitoral, a lei não permite que agentes públicos façam revisão geral da remuneração dos servidores públicos que supere a recomposição da perda de seu poder aquisitivo.



FÓRUM DE BASE

Durante os dias 16 e 17 de maio, os representantes de base estiveram reunidos na sede do SEMAPI para debater formas de mobilização e estratégias para as negociações coletivas. Na ocasião, Anelise Manganelli, economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), falou sobre a "reforma" trabalhista e as perspectivas da economia para este ano.

Também foi realizada a distribuição da cartilha do Ministério Público do Trabalho (MPT) que conta, através de quadrinhos, como surgiu, para que serve e como funcionam os sindicatos. Ainda foi apresentada a arte da campanha salarial de 2018: "Cartão vermelho pro retrocesso". Pensada em virtude da copa do mundo, indica que não vamos aceitar retirada de direitos nesta data-base. Junto com a cartilha, foram distribuídos adesivos e marcador de página com a arte da data-base e com informações dos canais de comunicação do sindicato.








segunda-feira, 14 de maio de 2018

Data-Base 2018: assembleia define pauta do setor público




Na próxima quarta-feira (16/5), às 19h, será realizada na sede do SEMAPI a assembleia de trabalhadores e trabalhadoras do setor público (fundações, UERGS, EGR e EMATER). Na ocasião, os presentes irão definir a pauta com as cláusulas que serão defendidas pelo sindicato na data-base 2018.

Salientamos que, apesar de não conseguirmos ganho real neste ano (por impedimento do calendário eleitoral), a mobilização da categoria será essencial para que não sejam perdidos os direitos que foram duramente conquistados. Sabemos que este governo não se importa com o serviço público, por isso, precisamos redobrar nossa atenção e negociar estrategicamente, procurando garantir nossos benefícios. Participe!

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Data-Base 2018: Aprovada pauta de reivindicações de Caxias e Serra



No dia 20 de abril, trabalhadores e trabalhadoras de Caxias do Sul e demais municípios da Serra Gaúcha aprovaram a pauta com as cláusulas que serão reivindicadas nesta data-base. Na ocasião, também foi autorizado o desconto de taxa assistencial em favor do Sindicato.
Ao todo, 109 cláusulas compõem a pauta, sendo 11 novas. Entre os itens novamente pleiteados, estão o auxílio-creche, o vale cultura, a licença paternidade de 20 dias e a liberação para realização de exame de próstata e mamografia. Além disso, serão reivindicados reajustes nos salários, no vale transporte e no vale alimentação, que até hoje não tem em Caxias e que estamos há anos requerendo e vamos continuar batalhando por ele.
Agora, a pauta será encaminhada para os patrões, para que seja agendada a 1ª reunião de negociação. Contamos com a participação da categoria para as reuniões que acontecerão junto ao sindicato patronal.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Data-Base 2018: trabalhadores aprovam pauta da EPTC



Na noite da terça-feira (18/04), trabalhadores da Empresa de Transporte e Circulação (EPTC) – exceto agentes de fiscalização – se reuniram na sede do SEMAPI para definir a pauta com as reivindicações da categoria para a data-base deste ano. Na assembleia, foi aprovado o texto que será levado à diretoria da empresa, para que seja marcada a primeira reunião de negociação. 

O documento aprovado possui ao todo 75 cláusulas, sendo 42 com itens já constantes em acordos anteriores e que devem ser mantidos. Entre as novidades pleiteadas neste ano, estão jornada de trabalho semanal de 40h, adicional de transporte de valores e por condução de veículos, licença nojo de nove dias e incorporação proporcional no salário da Função Comissionada. 

Outras melhorias, como reajustes nos salários e nos vales transporte e alimentação, também devem ser negociadas. Além disso, cláusulas sociais como folga dupla e abonos por faltas foram melhoradas e serão defendidas nesta data-base.


terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Data-Base 2017: EPTC não dá trégua e sindicato continua negociando

Na manhã desta terça-feira (16/01), integrantes da diretoria do SEMAPI e representantes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) estiveram reunidos com a gestão da empresa para afinar a negociação coletiva do ano passado, que ainda não foi finalizada. Entre os principais pontos discutidos, estiveram abono dos períodos de paralisação durante a greve da categoria, reajuste salarial e mudanças no plano de saúde.
A proposta da empresa é mudar o plano de saúde de Unimax para Unipart (da Unimed), com participação limitada do trabalhador a R$20 nas consultas, sem cobrança de exames e internações. Sobre a greve, a EPTC propõe que o funcionário compense em até 60 dias o período não trabalhado. O SEMAPI reivindicou que haja abono, já que não passou de um dia e meio de greve, sendo que alguns trabalhadores paralisaram apenas meio turno.
Além disso, o Sindicato cobrou uma proposta de reajuste salarial a ser pago antes da data-base deste ano, que é maio. A EPTC disse que levará estas demandas à apreciação dos demais diretores para depois marcar uma nova reunião com o SEMAPI.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Data-Base 2017: SEMAPI e EPTC continuam negociando



No dia 13 de dezembro, SEMAPI e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) voltaram a negociar pela data-base 2017. No encontro, foi debatida a redação de cláusulas que ficaram pendentes.

Entre os pontos discutidos, estão a possibilidade de redução de jornada a pedido do empregado, proposta que foi aprovada entre as partes. Também foi incluída uma cláusula nova sobre o Plano de Demissão Incentivada Voluntária, que ainda será construído.

Alguns pontos ficaram de ser avaliados pela empresa, como equiparação do número de dirigentes sindicais conforme o SINTRAN. Também será estudada a possibilidade de compensação das horas não trabalhadas durante a greve da categoria.

A EPTC deve encaminhar uma contraproposta antes de ser marcada uma nova reunião de negociação. O SEMAPI ressaltou as conquistas históricas da categoria e destacou que a proposta precisa avançar na questão do biênio/triênio para que seja aprovada por trabalhadores e trabalhadoras.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Data-Base 2017: SEMAPI volta a negociar com a EPTC


Na manhã desta sexta-feira (01/12), o SEMAPI voltou a se reunir com a gestão da Empresa Pública de Transporte e Circulação para negociar a data-base 2017 e levar as deliberações da assembleia da categoria. Entre os destaques do que foi conversado com a empresa está o pagamento do abono natalino, lembrando que a origem desta remuneração é a compensação financeira de negociação passada. A EPTC disse que está fazendo todos os esforços junto ao município para que seja realizado o pagamento desta bonificação.

Também foram repassadas as cláusulas com alterações que haviam sido rejeitadas pela categoria na assembleia: prazo para retificação, adicional tempo de serviço, licença paternidade e programa de qualidade de vida. A empresa se comprometeu a apresentar uma proposta até a próxima segunda-feira (04) e também vai informar a possibilidade de incluir no sistema mediador o acordo parcialmente fechado. Uma nova reunião de negociação ficou marcada para o dia 8 de dezembro, às 9h, na sede da EPTC.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Data-base 2017: Setor Público aprova proposta de pagamento do resíduo


A proposta de quitação dos valores devidos pelo governo do Estado, relativos às negociações de 2015 e 2016, foi aprovada pelos trabalhadores e pelas trabalhadoras do setor público. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, realizada nesta quarta-feira (29/11), no salão da Igreja Pompéia, que mais uma vez ficou lotado.

Proposta
A proposta final apresentada pelo governo para o pagamento do resíduo de 4,68% foi de 2% a partir de 1º de março de 2018 e 2,62% a partir de 1º de outubro de 2018. A assembleia aprovou a proposta por ampla maioria.
O governo se comprometeu a manter todas as cláusulas do acordo até a data-base de 2018. Houve também o compromisso por parte do governo do pagamento das diferenças da data-base de 2017 (3,35%) a ser feito no dia 11/12/2017, em folha suplementar. O reajuste salarial será atualizado em folha no mês de dezembro, e os valores do vale alimentação (retroativos) serão pagos de acordo com a programação de cada Fundação (3,35% retroativo a junho e 2% a partir de outubro).
Ressaltamos a importância da negociação realizada pelo SEMAPI, com apoio de sua categoria, em que, num momento de perda de direitos, conseguimos manter todas as nossas cláusulas da Convenção Coletiva, a retroatividade nesta data-base e a recuperação de índices de anos anteriores.
Assuntos Gerais
No encontro, os presentes também decidiram que será chamada uma nova assembleia para deliberar sobre a greve do dia 5/12. A assembleia será na próxima sexta-feira (1/12), às 14h30. Desde já, toda a categoria fica convocada a participar da assembleia na sexta, e da greve geral chamada pelas centrais sindicais no dia 5 de dezembro. A união faz a luta!